GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GD - Novidades Tecnológicas
  Autor/Fonte: Agência CanalEnergia
  Data: 27/11/2013

    Furnas e Firjan vão estudar geração de energia a partir de resíduos sólidos


Método consiste no tratamento de rejeitos não recicláveis com a elevação da temperatura a patamares da ordem de 2.000 a 3.000º C, para transformar resíduos sólidos em gás de síntese

Furnas, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro e a RGT Comercial, Importação e Exportação - representante da Westinghouse Corporation no Brasil - assinaram em 22 de novembro de 2013, memorando de entendimento para estudo de nova tecnologia de manejo de resíduos sólidos para a geração de energia. O método consiste no tratamento de rejeitos não recicláveis com a elevação da temperatura a patamares da ordem de 2.000 a 3.000º C, para transformar resíduos sólidos em gás de síntese, que poderá ser usado para gerar energia elétrica.

Furnas diz que foi convidada a participar do acordo devido à sua competência técnica no setor elétrico brasileiro. “A gestão de resíduos sólidos é atualmente um dos aspectos mais complexos em cidades e empresas. Furnas vê essa nova parceria como uma excelente oportunidade de agregar valor ao seu negócio e, ao mesmo tempo, contribuir para minimizar um dos principais desafios dos grandes centros urbanos”, afirmou Olga Simbalista, diretora de Gestão de Novos Negócios e de Participações de Furnas.

Para obtenção do gás de síntese serão usados resíduos sólidos urbanos, rejeitos industriais não perigosos e material proveniente de solos contaminados. A energia gerada pela nova tecnologia poderá ser comercializada no mercado de energia elétrica. 

Fonte: Agência CanalEnergia, novembro/13

 

 

 


Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013