GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Seminário Internacional - Mobilidade a Gás Natural ...
(22/11/2018 - 23/11/2018)
Hotel Hilton Copacabana – Av. Atlântica 1020
Abegás/Gas Natural Fenosa
Evento 100% dedicado ao mercado de GNV
Objetivo:
Apresentar as soluções tecnológicas e os b ...

 
 
Asset Management, Operational Excellence Forum for ...
(29/11/2018 - 30/11/2018)
Bilderberg Garden Hotel, Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
"Maintenance for Oil and Gas Petrochemical Europe"
The Asset Management and Operational Excelle ...

 
 
Global Forum on Procurement and Supply Chain Manag ...
(24/1/2019 - 25/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
Global Forum on Procurement and Supply Chain Management for the Oil and Gas Industry has encountere ...

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GNV - Novidades Tecnológicas
  Autor/Fonte: Energia Hoje/Sindcomb Notícias
  Data: 05/02/2014

    Mercedes Benz retoma aposta em motor movido a GNV


A Mercedes Benz prevê colocar à venda, até março de 2014, um motor abastecido com diesel e GNV. O modelo foi projetado para uso preferencial em ônibus urbanos como uma alternativa menos poluente para o transporte coletivo nas cidades, embora também possa ser instalado em caminhões.
 
O propulsor OM 926 LA, em regime de baixa velocidade, típico do tráfego engarrafado, pode alcançar até 60% de substituição do diesel pelo GNV, segundo explica o gerente de Desenvolvimento de Motores da Mercedes Benz, Gilberto Leal. O equipamento está enquadrado na norma Proconve P-7, equivalente ao Euro 5.
 
O motor também permite o aumento da mistura de biodiesel ao diesel dos 5% – já adicionado ao combustível nas bombas – para 20%. Algo além desse limite não é recomendado pela fabricante, devido ao risco de emissão de gases além do permitido. A ideia do novo motor é oferecer aos frotistas uma alternativa tecnológica que atenda às atuais metas de corte de emissões de gases de efeito estufa, principalmente em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro.
 
O lançamento é a segunda investida da Mercedes Benz na tentativa de ganhar mais espaço no segmento de transporte urbano, a partir do uso de combustível alternativo. No início da década de 1990 a empresa tentou emplacar um motor movido integralmente a GNV. Na ocasião, a prefeitura de São Paulo havia instituído uma lei para substituição integral de toda a frota urbana da cidade, mas a falta de rede de abastecimento de GNV e questões técnicas – como a cara conversão a diesel, no caso de revenda de veículos usados – impediram que a legislação fosse cumprida. O motor ficou sendo produzido somente para exportação.
 
Híbrido
 
Em parceria com a encarroçadora Eletra, de São Bernardo do Campo, a Mercedes também já colocou à venda um veículo hibrido com know how 100% nacional. O modelo inclui um grupo motor gerador e um banco de baterias. Apenas o motor elétrico movimenta o veículo. A energia vem de um grupo motor gerador formado por um motor veicular Mercedes-Benz Euro 5 – movido a diesel, biodiesel ou diesel de cana – e um gerador fabricado pela WEG.
 
A Mercedes Benz, informou Leal, descartou a possibilidade de fabricar ônibus movidos integralmente a etanol. A solução, na visão da empresa, além de apresentar um custo operacional muito dispendioso, requer mudanças nos motores originais e ainda gera dependência do aditivo que precisa ser adicionado ao álcool.

Fonte: Energia Hoje/Sindcomb Notícias, fevereiro, 2014

&

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



 

Informa Group
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013