GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Seminário Internacional - Mobilidade a Gás Natural ...
(22/11/2018 - 23/11/2018)
Hotel Hilton Copacabana – Av. Atlântica 1020
Abegás/Gas Natural Fenosa
Evento 100% dedicado ao mercado de GNV
Objetivo:
Apresentar as soluções tecnológicas e os b ...

 
 
Asset Management, Operational Excellence Forum for ...
(29/11/2018 - 30/11/2018)
Bilderberg Garden Hotel, Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
"Maintenance for Oil and Gas Petrochemical Europe"
The Asset Management and Operational Excelle ...

 
 
Global Forum on Procurement and Supply Chain Manag ...
(24/1/2019 - 25/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
Global Forum on Procurement and Supply Chain Management for the Oil and Gas Industry has encountere ...

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Produção - Novidades Tecnológicas
  Autor/Fonte: Folha de S.Paulo
  Data: 10/09/2014

    Antes combustível, carvão mineral vira fertilizante


Produção com tecnologia inédita no país pode reduzir em 10% a importação, dizem fabricantes

 

As companhias Transgas, americana, e ThyssenKrupp, alemã, estão trazendo ao Brasil uma nova tecnologia para a produção de fertilizantes a partir do carvão mineral. A tecnologia extrai gás sintético, chamado de syngas, a partir do carvão. Desse gás, será possível produzir fertilizantes de amônia, como nitrato de amônia e ureia. Victor Adam, presidente da Transgas, afirma que a tecnologia, além de limpa, abre uma nova fronteira para o gás no Brasil.

 

O país dispõe de poucas reservas de gás natural e importa parte da demanda. No entanto, o custo da impotação é considerado alto. Para cada milhão de BTUs (unidade térmica utilizada para medir a quantidade de gás), o país paga cerca de US$ 11. A extração de gás do carvão mineral custa US$ 1 por milhão de BTUs. “Isso coloca o Brasil dentro de um seleto grupo de países que já iniciaram uma revolução na indústria carboquímica”, afirma.

 

Michael Kaiser, vice-presidente da divisão de engenharia da ThyssenKrupp, que é dona da tecnologia, afirma que o gás natural tende a diminuir sua importância como combustível, devido às dificuldades de exploração e alto custo. “Não é preciso buscar gás no pré-sal, estamos buscando no carvão que está a 30 metros de profundidade”, diz Kaiser.

 

A nova unidade será instalada em Santa Catarina, onde estão as maiores reservas de carvão mineral no país. Os executivos afirmam que o projeto consumirá US$ 3 bilhões, nos primeiros quatro anos, o período de implantação da fábrica. A expectativa das companhias é que o projeto comece a sair do papel em 2015.

 

Alta demanda

 

A fábrica visa suprir uma deficiência brasileira, a da produção de fertilizantes. Segundo dados da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), o país consumiu 31 milhões de toneladas de adubo em 2013. Deste total, 70% foram importados.

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013