GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Seminário Internacional - Mobilidade a Gás Natural ...
(22/11/2018 - 23/11/2018)
Hotel Hilton Copacabana – Av. Atlântica 1020
Abegás/Gas Natural Fenosa
Evento 100% dedicado ao mercado de GNV
Objetivo:
Apresentar as soluções tecnológicas e os b ...

 
 
Asset Management, Operational Excellence Forum for ...
(29/11/2018 - 30/11/2018)
Bilderberg Garden Hotel, Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
"Maintenance for Oil and Gas Petrochemical Europe"
The Asset Management and Operational Excelle ...

 
 
Global Forum on Procurement and Supply Chain Manag ...
(24/1/2019 - 25/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
Global Forum on Procurement and Supply Chain Management for the Oil and Gas Industry has encountere ...

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Geral - Entrevistas
  Entrevistado: Walter F. Piazza Jr., GasBrasiliano
  Data: 09/06/2015

    Uso combinado do gás aumenta competitividade da biomassa


GasBrasiliano destaca a eficiência das usinas híbridas, o potencial da tecnologia em aumentar as receitas

A geração a biomassa de cana-de-açúcar é caracterizada pela sazonalidade do bagaço, baixa qualidade energética e complexa combustão, com subutilização das instalações. Além disso, assim como ocorre em qualquer fonte renovável, a disponibilidade e qualidade da geração dependem de condições externas favoráveis. Estudos realizados pela GasBrasiliano junto às usinas de açúcar e álcool têm demonstrado oportunidades ao setor sucroenergético quanto ao uso da biomassa combinado com o gás natural. Segundo a empresa, o gás natural pode potencializar o uso da biomassa, garantindo a estabilidade, qualidade e continuidade da geração. O modelo híbrido permite o empreendedor aumentar as receitas e reduzir a ociosidade das instalações, minimizando o tempo de retorno dos investimentos. O uso combinado do gás natural se apresenta também como uma forma de garantir a segurança energética necessária às usinas que ofertaram energia em contratos de longo prazo. Confira a seguir a entrevista com Walter Fernando Piazza Júnior, presidente da GasBrasiliano.

O estudo do uso combinado da biomassa e do gás natural é algo inédito no Brasil? Como funciona essa proposta?

Walter Piazza - O ineditismo está na forma como a GasBrasiliano está desenvolvendo seu projeto. O projeto da GasBrasiliano iniciou com o mapeamento de 100% das usinas de açúcar e etanol presentes em sua área de concessão e tem como objetivo principal firmar parcerias com as usinas para geração de energia elétrica, o que inclui a prestação de toda a assessoria técnica necessária para a adequação das instalações internas. Adicionalmente, a GasBrasiliano realizará o investimento em infraestrutura para construção de redes de distribuição de gás natural até a divisa de propriedade da usina e o fornecimento do gás natural.

Essa combinação aumenta o fator de capacidade (eficiência) das plantas a biomassa?

Walter Piazza - Há diversas configurações possíveis que permitem a integração do gás natural com a biomassa e as soluções devem ser estudadas e customizadas caso a caso. A infraestrutura de cogeração na usina é reconhecidamente subutilizada, consequência da baixa eficiência do ciclo de geração de energia elétrica, sazonalidade da cana-de-açúcar, quebra de safra e baixo poder calorífico do bagaço da cana em alguns momentos. A solução da GasBrasiliano propiciará às usinas a potencialização do uso da biomassa, ou seja, proporcionará o aumento da eficiência do ciclo de geração de energia, e, consequentemente, o aumento da receita com a venda da energia elétrica excedente a custos competitivos

Quais os custos de geração dessa alternativa? É algo potencialmente viável para competir em leilões?

Walter Piazza - O investimento do empreendedor na aquisição de uma turbina a gás natural é de aproximadamente US$ 600,00/kW e o tamanho da turbina está relacionado à capacidade da caldeira em recuperar seus gases de exaustão submetidos a alta temperatura. Fato também observado pela GasBrasiliano é que as turbinas a vapor existentes na usina geralmente possuem folgas que poderiam ser preenchidas com o vapor proveniente dos gases de exaustão da turbina a gás natural e gerar ainda mais energia. A GasBrasiliano realiza estudos por meio de tecnologias consagradas mundialmente e tem como foco as usinas existentes cuja intervenção na instalação seja mínima.

A proposta baseia-se em usinas híbridas, ou seja, o uso da biomassa e do gás natural em ciclo combinado. Quando é adicionada ao sistema existente (caldeira e turbina a vapor) uma turbina a gás natural gerando energia elétrica e recuperando os gases de exaustão na própria caldeira a biomassa, a eficiência no uso do gás natural atinge aproximadamente 52% e o custo da energia adicional produzida é de cerca de R$ 207,00/MWh. No ciclo combinado híbrido não é necessário investimento em caldeira de recuperação, pois a caldeira a biomassa automaticamente assume essa função. Os gases quentes provenientes da turbina a gás recuperados resultam na economia de bagaço, permitindo estender a geração de energia em praticamente o ano todo. Essa continuidade de geração de energia para o grid elétrico agrega valor ao negócio da usina.

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013