GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
FEIMEC - Feira Internacional de Máquinas e Equipam ...
(24/4/2018 - 28/4/2018)
São Paulo Expo Exhibition and Convention Center - Rod. dos Imigrantes Km 1,5
Informa Exhibitions

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Geral - Atualidades
  Autor/Fonte: UOL Economia/Sindcomb Notícias
  Data: 24/02/2017

    Governo boliviano analisa interesse de 4 estados brasileiros para comprar gás


 

A Bolívia analisa o interesse de quatro estados brasileiros em importar diretamente seu gás natural e que foi repassado ao ministro dos Hidrocarbonetos boliviano, Luis Sánchez, durante sua visita ao Brasil, informou em 16 de fevereiro de 2017 o governo de La Paz.

O Ministério
de Hidrocarbonetos boliviano afirmou em comunicado que o presidente da empresa privada MSGás, Rudel Espíndola, que distribui gás natural no Mato Grosso do Sul, comentou sobre o interesse desse estado e de Mato Grosso, Santa Catarina e Paraná em comprar gás boliviano.

Nas últimas horas, Sánchez, Espíndola e o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, se reuniram no Brasil.

Além disso, Sánchez se reuniu em 15 de fevereiro de 2017 com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, para falar sobre o contrato de exportação de gás a São Paulo, que concluirá em 2019, mas que ambos países querem ampliar, mas sob novas condições.

O contrato obriga a Bolívia a exportar a território brasileiro 30 milhões de metros cúbicos diários de gás natural, mas o Brasil reduziu agora sua demanda à metade, uma vez que usa mais energia gerada em hidrelétricas que em termeléctricas.

Segundo o comunicado, a Bolívia está negociando com Petrobras os volumes que a empresa requererá no futuro como efeito desse contrato para planejar o atendimento de outros mercados brasileiros.

Sánchez, que voltava a
La Paz, também conversou com as autoridades brasileiras sobre a possibilidade de que a Bolívia se torne sócia da petroquímica brasileira Três Lagoas e da exploração da Petrobras nas áreas bolivianas San Telmo e Astillero, situadas no sul boliviano

 

Fonte: Sindicomb Notícias / GasNet

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
FEIMEC - Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos 2018

  CopyRight © GasNet - 2013