GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
EXPOMAFE - Feira Internacional de Máquinas-Ferrame ...
(9/5/2017 - 13/5/2017)
São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Informa Exhibitions/Abimaq
Horários: 3ª a 6ª de 10 às 19h; Sábado de 9 às 17 h
Endereço: Rodovia dos Imigrantes Km 1,5

 
 
Power-Gen India & Central Asia
(17/5/2017 - 19/5/2017)
Pragati Maidan, New Delhi, India
PennWell

 
 
Brasil Solar Power 2017
(5/7/2017 - 6/7/2017)
Centro de Convenções Sul Améria, RJ
Grupo CanalEnergia

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GNV - Express
  Autor/Fonte: Jornal Dia Dia/Sindcomb Notícias
  Data: 11/04/2017

    Batida entre carros causa vazamento de gás natural na BR-158 em Três Lagoas


Uma batida frontal entre um Escort e um Pegeout 405 na manhã do dia 05 de abril de 2017, causou o vazamento de gás natural na válvula de bloqueio automático (VBA-2), localizada no km-251 da BR-158, próximo ao município de Três Lagoas. O acidente deixou duas vítimas em estado grave. Assim teve início o 3º simulado de atendimento à emergência realizado pela Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGÁS).

O simulado tem como objetivo proporcionar através de uma ocorrência encenada, a ação dos envolvidos numa situação de emergência, além de identificar deficiências durante o atendimento tanto da MSGÁS como dos parceiros diretamente envolvidos: Samu, Corpo de Bombeiros Militar, Departamento Municipal de Trânsito, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar. Para o diretor técnico comercial da Companhia, Bernardo Prates, a simulação é fundamental para uma empresa que trabalha com gás canalizado a fim de garantir a segurança. “O primeiro valor prezado pela MSGÁS é a segurança, então, por isso, nós promovemos esses treinamentos. Nossa equipe é altamente capacitada, tem condições de atender situações de crise, mas é em situações como essa que você realmente vê alguma fragilidade, algum ponto que possa ser melhorado juntamente com os demais parceiros”, explanou.

A simulação teve duração de uma hora e toda a sequência, desde o acontecimento do acidente até a retirada das vítimas, considerou o tempo real de resposta de cada parceiro envolvido. Segundo o tenente do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros, Anderson Gomes de Sá, a interação entre os órgãos de atendimento envolvidos em acidentes deste tipo foi alcançada. “Também conseguimos ter um noção de como daria a mobilização das equipes, o tempo de resposta de cada um e a interação entre o Samu, Bombeiros e a MSGÁS. Aí está a importância deste simulado, conseguimos ver nossos pontos fracos e através deles vamos arrumar soluções para ocorrências deste tipo”, disse.

Após a simulação um grupo de avaliadores, que acompanharam a encenação, se reuniram no 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros para discutir a avaliação de cada um. “Este é o ponto alto da simulação, quando recebemos a devolutiva e o momento em que nós mesmos reconhecemos nossas falhas. Essa fase final na verdade, é a hora em que começamos a construir as melhorias que serão realizadas para aperfeiçoar o atendimento à emergência”, finalizou a gerente de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da MSGÁS, Helaine Cristina Silva.

 

Também participaram da simulação como espectadores o capitão do Corpo de Bombeiros de Três Lagoas, Adelson Rodrigues; o coordenador do Samu, André Dourado; o major da PM, João Sidnei Penrabel que representou a Coordenaria Estadual de Defesa Civil (Cedec) e o secretário de infraestrutura do município, Dirceu Deguti.

 

 

 

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



 

Informa Group
EXPOMAFE - Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta

  CopyRight © GasNet - 2013