GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
FEIMEC - Feira Internacional de Máquinas e Equipam ...
(24/4/2018 - 28/4/2018)
São Paulo Expo Exhibition and Convention Center - Rod. dos Imigrantes Km 1,5
Informa Exhibitions

 
 
22nd International Conference and Exhibition on P ...
(22/5/2018 - 24/5/2018)
Marriott Houston Westchase, Houston, TX USA
PennWell Corporation

 
 
27th World Gas Conference
(25/6/2018 - 29/6/2018)
Washington, D.C.
IGU - International Gas Union
The World Gas Conference is held every three years in the country holding the Presidency of the Inte ...

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Geral - Atualidades
  Autor/Fonte: Osvaldo Junior, Campo Grande News
  Data: 13/06/2017

    Petrobras deixa de importar 10 milhões de m³ diários de gás da Bolívia


A importação de gás natural da Bolívia pela Petrobras está 33% abaixo do total estipulado em contrato. A estatal informou que está adquirindo 20 milhões de m³ por dia do insumo e a previsão contratual é de 30,08 milhões de m³ diariamente. E esse volume, de acordo com informação do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), deve cair ainda mais, possivelmente para a metade.

Esse quadro impacta fortemente na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) pelo governo estadual – o gás representa parcela significativa do tributo, embora essa participação tenha caído a cada ano, acompanhando a retração da importação.

De acordo com a Petrobras, esse cenário de queda se relaciona à menor demanda brasileira das usinas termelétricas. “A queda na importação da Bolívia reflete notadamente a redução da demanda brasileira termelétrica, em função das chuvas ocorridas no mês de maio de 2017. Atualmente, a importação está na ordem de 20 milhões de metros cúbicos/dia, de um máximo de 30,08 milhões de metros cúbicos/dia”, informou a estatal.

A redução do consumo pelas termelétricas pode ser mensurada por números informados pela MSGás (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul). De janeiro a abril, as duas termelétricas do Estado (Willian Arjona, em Campo Grande, e Luiz Carlos Prestes, em Três Lagoas) consumiram o total de 92,425 milhões de m³ de gás, 29,68% a menos que os 131,450 milhões contabilizados nos mesmos meses do ano passado.

Ainda menor – O volume adquirido pela Petrobras deve reduzir ainda mais. Na semana passada, Azambuja falou rapidamente sobre o assunto ao tratar sobre o “reajuste zero” dos servidores – o aumento salarial depende de receita, que está em queda, entre outras razões em decorrência da menor arrecadação do ICMS do gás.

“A Petrobras, em junho, vai reduzir pela metade o bombeamento de gás”, disse o governador, acrescentado que recebera essa informação da própria estatal.

Redução ano a ano – Além de volume menor de entrada de gás, a redução do preço do produto e a desvalorização cambial também puxam para baixo a arrecadação por Mato Grosso do Sul.

A combinação desses fatores tem diminuído a participação do gás natural no total da receita com ICMS. De acordo com o governo estadual, representava 18,18%; em 2015, 16,6%; em 2016, 11,51%. Neste ano, a “projeção otimista” – expressão do governo – é que a receita oriunda do produto represente 5,67% do total arrecado com o tributo.

Essa situação está entre os fatores que têm enxugado a receita tributária de Mato Grosso do Sul. Conforme o Portal da Transparência do Estado, o ICMS proporcionou R$ 2,977 bilhões aos cofres estaduais de janeiro a maio deste ano. Este valor é 2,45% inferior aos R$ 3,052 bilhões arrecadados em iguais meses de 2016. Em números absolutos, a queda é de R$ 74,965 milhões.

 

Fonte: Sindicomb Notícias (06/06/2017)

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
FEIMEC - Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos 2018

  CopyRight © GasNet - 2013