GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Global Forum on Procurement and Supply Chain Manag ...
(24/1/2019 - 25/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
Global Forum on Procurement and Supply Chain Management for the Oil and Gas Industry has encountere ...

 
 
LNG Bunkering Summit
(30/1/2019 - 31/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
"Conference focus on aligning the LNG business case for ports, shipping operators"
LNG Bunkerin ...

 
 
EXPOMAFE — Feira Internacional de Máquinas-Ferram ...
(7/5/2019 - 11/5/2019)
São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, Rodovia dos Imigrantes Km 1,5
Informa Exhibitions/Abimaq


 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Geral - Express
  Autor/Fonte: Kelly Costa, Informa Group
  Data: 22/05/2018

    FEIMEC se consolida como o principal evento da Indústria Mecânica n o Brasil


Em sua segunda edição evento reuniu mais de 50 mil visitantes e muitos negócios realizados 

Consolidada como a maior feira do setor de máquinas e equipamentos para a indústria mecânica da América Latina, a segunda edição da FEIMEC reuniu mais de 50 mil visitantes durante os cinco dias nos 54 mil metros quadrados do pavilhão. Foram muitos negócios realizados pelas mais de 900 marcas nacionais e internacionais representadas na feira e oferta de conteúdo de alta qualidade em 60 horas deconteúdo distribuídas em seminários, workshops e palestras.

Para João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, o crescimento de quase 70% na área da FEIMEC de uma edição para outra e a grande quantidade de expositores –460 empresas que representam quase 1.000 marcas nacionais e internacionais – foram um sinal inequívoco da pujança, confiança e perseverança dos empresários do setor.

“A indústria de máquinas e equipamentos está fazendo sua parte, investindo em tecnologia e capacitação. Agora, precisamos que o Governo também faça a parte dele e melhore o ambiente de negócios com as reformas e a redução do custo do investimento. O próximo presidente, quem quer que seja, precisa assumir uma política de Estado voltada para o futuro do Brasil”.

José Velloso, presidente-executivo da ABIMAQ, ressalta a importância da FEIMEC como propagadora do alto nível da indústria brasileira de máquinas e equipamentos.

“Vencemos a última fronteira da tecnologia. O Demonstrador de Manufatura Avançada que trouxemos para a feira é uma prova disso: foi desenvolvido em apenas três meses, com equipamentos e sistemas disponíveis no Brasil e acessíveis aos industriais de todos os segmentos. Esta terceira edição do Demonstrador foi mais compacta, mas muito mais avançada que as anteriores”, destaca Velloso.

Mais que isso, o dirigente ressalta que por toda a feira os visitantes puderam encontrar máquinas, equipamentos e soluções que atendem os conceitos da Indústria 4.0 e que vão ajudar a indústria brasileira a modernizar suas plantas para ganharem produtividade e se tornarem mais competitivas nos mercados interno e externo.

Na avaliação de Marco Basso, presidente da Informa Exhibitions, a segunda edição da FEIMEC representou a retomada da atividade industrial no Brasil ao superar todas as expectativas de visitação, negócios e oferta de conteúdo técnico. “O retorno que tivemos dos expositores foi extremamente positivo, e muitos se mostraram surpresos com a qualificação dos visitantes, a presença de compradores de todas as regiões e a quantidade de marcas nacionais e internacionais representadas na feira”.

Para colaborar com as exportações da indústria brasileira de bens de capital mecânicos, a FEIMEC abrigou mais uma vez a Rodada Internacional de Negócios, ação de promoção comercial organizada pela ABIMAQ e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Foram realizados 166encontros entre os 39 fabricantes nacionais de máquinas e 9compradores internacionais de 5 mercados estratégicos para a indústria brasileira de máquinas e equipamentos: África do Sul, Argentina, Chile, Peru e Rússia. As reuniões geraram negócios da ordem de US$ 9 milhõesentre vendas imediatas e prospectadas para os próximos 12 meses.

Ao mesmo tempo, o Projeto Imagem, que visa ao fortalecimento da imagem da indústria brasileira de bens de capital no mercado externo, trouxe para a FEIMEC 2 jornalistas de publicações especializadas do México (Metalmecánica) e Alemanha (Fertigung) para divulgarem as empresas, produtos e serviços brasileiros em seus países.

A feira recebeu 53.199 visitantes, entre estudantes, profissionais e compradores dos mais diferentes segmentos da indústria, como automóveis e autopeças, petroquímica, alimentos e bebidas, metalurgia, embalagem e rotulagem, construção e infraestrutura, e muitos outros., superando em muito a expectativa inicial de 40 mil visitantes.

A terceira edição da FEIMEC, em 2020, já está confirmada para os dias 5 a 9 de maio, no São Paulo Expo.

PALAVRA DO EXPOSITOR

Maurício Lopes, gerente responsável pela comercialização de máquinas-ferramenta da ROMI no Brasil e coordenador da Comissão Organizadora da FEIMEC 2018, garante que o objetivo da feira foi alcançado e atendeu às expectativas dos expositores. Para ele, o diferencial desta edição esteve na parceria com os clientes: organizadores e expositores atuaram em conjunto até a concretização do evento. "Essa foi a nossa principal estratégia para promover um bom trabalho e atrair visitantes interessados em fechar negócios", diz Lopes.  “A ideia é manter a estratégia para as próximas edições”.

Em sua participação na FEIMEC, a TRUMPF levou bons resultados para casa. Foram três negócios fechados, outros dois já engatilhados e potenciais oportunidades de negócios, tanto com clientes ativos quanto novos clientes. As três máquinas vendidas da TRUMPF foram a TruLaser 5030 com a principal novidade da empresa no evento, o Highspeed Eco, uma grande inovação, e a dobradeira TruBend 5130. Otimista, João C. Visetti, diretor-presidente da TRUMPF Brasil, comenta que a economia está se recuperando, o que favoreceu a realização de negócios e muitos contatos de qualidade.

Para a SCHUNK, a FEIMEC foi de grande importância, principalmente por confirmar a melhora do mercado, com visitantes qualificados. “Nestes cinco dias de feira, discutimos grandes projetos e esperamos, com isso, colher os frutos do investimento feito no evento”, diz Mairon Anthero, diretor Administrativo da empresa. O executivo destaca a grande quantidade de visitantes com poder de decisão, tanto de grandes como de pequenas empresas. “O número de visitantes superou as nossas expectativas e o pavilhão atende perfeitamente nossa necessidade. Conseguimos mostrar nossos produtos para os clientes e de que forma atendemos e trabalhamos com a indústria. Sem dúvida nenhuma, a FEIMEC nos trará ótimos resultados até o final do ano”.

“Tivemos uma grande estreia na FEIMEC. O evento atraiu indústrias de todo o País e também do exterior interessadas em novidades para otimizar seus processos e garantir mais produtividade e economia”, ressalta Walter Strebinger, diretor da fabricante de especialidades químicas QUIMATIC TAPMATIC. “Além de gerar um reforço de vendas importante para a nossa expectativa de crescimento anual, a exposição nos permitiu trocar experiências com os visitantes, o que é sempre muito válido para o constante desenvolvimento técnico de nosso portfólio”.

A ESAB se mostrou positivamente surpreendida com sua participação na FEIMEC. Além dos bons negócios que fez, pelos quais a empresa sentiu o mercado mais otimista, a empresa destacou a organização do evento. Segundo Virgínia Soares, responsável pelo Marketing da empresa, "a diferença está no suporte ao expositor e no relacionamento com o visitante ao longo dos dias de exposição, graças ao trabalho de divulgação pré-evento". 

De acordo com Ennio Crispino, gerente de Vendas da EUROSTEC, o nível de visitação no estande da empresa superou a expectativa já no primeiro dia da FEIMEC 2018. “Foram fechadas vendas que estavam em andamento antes da feira, bem como outras novas aconteceram ao longo dos cinco dias”. Para Crispino, o pós-feira está sendo considerado muito importante para a empresa, em virtude das boas prospecções proporcionadas pela feira. 

Ricardo Jorge Cruz, gerente geral de Projetos de Vendas da GROB, destacou o nível de visitação: “Ótimo, muitas novidades e negócios realizados desde o primeiro dia". Ele diz que se surpreendeu com a quantidade de segmentos industriais presentes na feira, bem como com o emprenho do evento em estimular projetos de pesquisa e desenvolvimento.

"Foi a melhor feira para a Starrett dos últimos anos", comemorou Felipe Fabrega Teixeira, gerente de Produtos da STARRETT. Segundo ele, a FEIMEC incentivou o poder de compra dos visitantes. “A Starrett fechou negócios com a venda de grandes máquinas e conseguiu contato com uma série de distribuidores potenciais”. Nas contas do gerente, nesta edição a empresa teve êxito de 15% a 20% nos negócios em comparação com diversas feiras anteriores.

A SEW EURODRIVE aproveitou o evento para fixar a sua marca no mercado. Celso Santos Fonseca, gerente regional de Vendas, se mostrou bastante satisfeito com o nível de visitação em seu estande, pois acredita que só assim os negócios acontecem. Para a empresa, o objetivo foi iniciar a negociação com o cliente, dando continuidade após o evento. "A SEW atingiu o resultado esperado, portanto a FEIMEC já pode contar com nossa participação na próxima edição".

Para Ricardo Braghittoni, gerente de Vendas da STÄUBLI, o ponto alto da participação da empresa na FEIMEC 2018 foram as vendas dos robôs. "Os negócios foram melhorando a cada dia que passava”. A participação de estudantes no evento também chamou a atenção do gerente, que elogiou a parceria entre a feira e Senai.

A PRENSAS SCHULER considera importante estar em uma feira técnica como a FEIMEC para viabilizar o relacionamento com clientes importantes, já que a empresa fecha negócios e trabalha sob encomenda. Segundo a assistente executiva de Marketing Patricia Martins, a divulgação é o principal objetivo da companhia ao participar do evento. “Foi possível mostrar novas tecnologias na feira, o que ajuda no desempenho dos negócios, já que a demanda é o que move a linha de produção da Prensas Schuler".

"Full Time" foi o termo usado por Agnes Gedrat, administradora de Vendas e Marketing da HELLER, para descrever o movimento no estante da empresa na feira. A Heller recebeu a visita de clientes potenciais, universitários interessados nas tecnologias da empresa e realizou grandes negócios. Segundo Agnes, a expectativa foi superada tanto em vendas quanto em relacionamento.

Um aumento de 30% a 40% nas vendas foi o que a TECNIGRAV conquistou na FEIMEC 2018. Rodrigo Mello, técnico em Vendas, registrou o contentamento da empresa com a feira, principalmente no que diz respeito ao público. “Foi essencial a divulgação pré-feira, de modo que trouxe o cliente até o estande e levou ao fechamento dos negócios".

A ABB se surpreendeu com a FEIMEC desde o primeiro dia. Com 10% de crescimento nas vendas durante a feira, a empresa considera que o suporte e organização foram primordiais para o sucesso dos expositores. "A Feimec se consolidou como a melhor das feiras do setor ", disse Jessica Pires, assistente de Marketing da ABB.

O Grupo JUNKER se destacou na FEIMEC apresentando os principais produtos de sua linha de fabricação, entre eles os diversos modelos de exaustores eletrostáticos de névoa e de emulsão da marca LTA e a consagrada retificadora cilíndrica CNC Numerika G800 Plus da ZEMA.  Dirk Huber, diretor do Grupo no Brasil, comemorou a venda da retificadora Zema CNC série Futura modelo E400 que permite a retificação de perfis e de cones com interpolação ou com inclinação da mesa.

"Todo o processo da venda foi conduzido e realizado durante a feira, desde a apresentação da máquina até o fechamento de negócio", comenta Dirk, otimista muito mais com a possibilidade de outros negócios futuros em contatos decorrentes da feira. O diretor garante que está muito satisfeito com os resultados da FEIMEC: "Se compararmos os dias atuais e de um ano atrás, hoje estou bem mais tranquilo e satisfeito", afirma, antecipando que a JUNKER trará novidades para o mercado brasileiro no segundo semestre de 2018.

Sobre a participação da CTS (Tecnologias e Serviços de Compressão de Ar) do Grupo Ingersol, Fabio Narahara, líder de Marketing na América Latina para tecnologias e serviços de compressão, ficou surpreso com o movimento tanto de pessoas e oportunidades, quanto nos negócios fechados. “A empresa já planeja estar na próxima edição da feira”. Raquel Antonio, especialista de Marketing, avaliou que o grupo teve o retorno esperado de todo o seu investimento na FEIMEC, que mostrou, além de tudo, um reaquecimento do setor.

Para a ARO (Gerenciamento de Fluidos), também do Grupo Ingersoll, "a Feimec 2018 foi extremamente positiva”, nas palavras de Cristian Drewes, diretor de Vendas. O executivo destacou a quantidade e qualidade do público, que se mostrou interessado nos produtos. Ainda segundo o diretor, foram geradas oportunidades significativas de negócios nesta edição.

REALIZAÇÃO

ABIMAQ - A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos representa cerca de 7.500 empresas dos mais diferentes segmentos fabricantes de bens de capital mecânicos, cujo desempenho tem impacto direto sobre os demais setores produtivos nacionais e está estruturada nacionalmente com a sede em São Paulo, nove regionais e um Escritório Político em Brasília. Muito além da representação institucional do setor, a ABIMAQ tem a sua gestão profissionalizada e as suas atividades voltadas para a geração de oportunidades comerciais para as suas associadas, realizando ações junto às instâncias políticas e econômicas, estimulando o comércio e a cooperação internacionais e contribuindo para aprimorar seu desempenho em termos de tecnologia, capacitação de recursos humanos e modernização gerencial.

A Informa Exhibitions cria comunidades e conecta pessoas e marcas em todo o mundo e, aliando as entregas de suas feiras com uma nova estratégia digital, gera oportunidades e relacionamentos 365 dias por ano. Com escritórios em São Paulo (sede) e Curitiba e cerca de 200 profissionais, a empresa conta em seu portfólio com marcas como Agrishow, Fispal Tecnologia, Fispal Food Service, ForMóbile, Futurecom, ABF Franchising Expo, Serigrafia SIGN FutureTEXTIL, Feimec, Expomafe, Plástico Brasil, High Design Home & Office Expo, entre outros, totalizando 21 eventos setoriais. No mundo, atua em 150 escritórios em 57 países e é líder em inteligência de negócios, publicações acadêmicas, conhecimento e eventos, com capital aberto e papéis negociados na bolsa de Londres.

 

 

 

 

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013