GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Global Forum on Procurement and Supply Chain Manag ...
(24/1/2019 - 25/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
Global Forum on Procurement and Supply Chain Management for the Oil and Gas Industry has encountere ...

 
 
LNG Bunkering Summit
(30/1/2019 - 31/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
"Conference focus on aligning the LNG business case for ports, shipping operators"
LNG Bunkerin ...

 
 
EXPOMAFE — Feira Internacional de Máquinas-Ferram ...
(7/5/2019 - 11/5/2019)
São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, Rodovia dos Imigrantes Km 1,5
Informa Exhibitions/Abimaq


 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Geral - Atualidades
  Autor/Fonte: Pedro Aurélio Teixeira / CanalEnergia
  Data: 25/08/2018

    Shell quer expandir atuação no Brasil na área geração de energia


 

 

Empresas exploram opções nas áreas de energia renovável e geração térmica

 

A Shell quer aproveitar esse período de transição energética em voga no mundo para expandir a sua área de atuação no Brasil. A empresa mais conhecida pela produção e exploração de petróleo e gás, além dos postos de combustíveis, quer também agora fincar sua bandeira na produção de energia elétrica. O foco está voltado para as fontes renováveis, solar e eólica, e térmicas a gás.

O presidente da companhia, André Araújo, falou no dia 22 de agosto de 2018, sobre as perspectivas de investimentos nesses novos segmentos. Estamos nesse momento desenvolvendo o plano de transição energética do Brasil. E nós temos um grupo de profissionais aqui no Brasil bastante integrados com o nosso grupo lá fora olhando um número grande de alternativas na área de gás, geração de energia, energia eólica e energia solar, afirmou o executivo após participar de evento da empresa no Rio de Janeiro.

Segundo o executivo, não há prazos específicos para investimentos, pois a decisão será feita baseada na viabilidade econômica dos projetos. Mas o objetivo de olhar os mercados de energia renovável e de geração de eletricidade é uma prioridade do grupo, reforçou. Araújo confirmou que a empresa já analisa um projeto solar em São Paulo.

A gente já se sente confortável hoje para avaliar alternativas tanto de projetos greenfield quanto de uma aquisição, frisou Araújo, que lembrou que empresa vem se aproximando do setor elétrico desde o ano passado, quando surgiu como supridora potencial da térmica a gás Vale Azul.

 

No curto prazo, dois leilões estão no radar da empresa: o A-6 e o de Sociedades de Propósito Específicos da Eletrobras (SPES). Araújo foi sintético nas respostas sobre os dois negócios afirmando apenas que nosso time está olhando alternativas em várias áreas. O executivo também garantiu a continuidade da participação nas atividades de exploração e produção de petróleo e gás, inclusive no pré-sal. A empresa também participa de joint-venture com a Cosan, na Raízen Energia, que produção energia a partir da biomassa.
 
Fonte: CanalEnergia News Diária (22/08/2018)
Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013