GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Geral - Express
  Autor/Fonte: Abegás/Brasil Energia
  Data: 05/04/2019

    Petrobras estuda medidas para reduzir exposição com gás boliviano


A Petrobras estuda alternativas para reduzir a exposição do contrato de importação de gás natural proveniente da Bolívia. A petroleira brasileira não informou mais detalhes sobre as possíveis penalidades por se tratar de um acordo comercial.

Em 26 de março de 2019, a estatal brasileira divulgou a aplicação de multa à YPFB por volumes contratados e não entregues em 2018. O motivo para a não entrega dos volumes contratados se deu em função de dificuldades enfrentadas pelos bolivianos com a queda de produção de seus campos de gás. O contrato assinado com a estatal boliviana já prevê a retirada, até 2023, de volume de gás já pago pela Petrobras.

No dia anterior à multa aplicada pela Petrobras, o ministro boliviano dos Hidrocarbonetos, Luiz Alberto Sanchez, declarou que a Bolívia espera ampliar em 4 milhões de m³/dia sua oferta de gás natural para atender aos mercados do Brasil e da Argentina. Para isso, a YPFB pretende perfurar mais 26 poços de petróleo neste ano, o que deve contribuir para duplicar as reservas de gás do país, passando de 10,7 trilhões de pés cúbicos (TCF) para 20 TCF até 2025.

 

 

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013