GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Termelétricas - Express
  Autor/Fonte: TN Petróleo
  Data: 07/05/2019

    GNA recebe primeira turbina da Siemens para a UTE GNA I


GNA recebe primeira turbina da Siemens para a UTE GNA I

 
Divulgação Siemens Divulgação Siemens

A GNA – Gás Natural Açu, joint venture entre Prumo Logística, BP e Siemens, deu mais um importante passo na construção do maior complexo termelétrico a gás natural da América Latina, que totaliza 3 GW. A empresa recebeu em 30 de abril de 2019, a primeira turbina a gás em ciclo combinado da UTE GNA I, principal equipamento que irá compor a ilha de potência da termelétrica.

Fornecida pela Siemens, a turbina a gás GT 13, modelo SGT6-8000H (classe H), é a mais eficiente do gênero a chegar ao Brasil.  O equipamento pesa cerca de 291 toneladas, tem 11 metros de comprimento, 4,8 metros de altura e terá capacidade 1,3 GW da térmica (considerando três turbinas a gás).

A turbina embarcou no final de março de 2019, do Porto da Antuérpia, na Bélgica, diretamente para o Terminal Multicargas, localizado no Porto do Açu, inaugurando uma nova rota entre os dois países.  Ao fim das obras civis, a turbina será acoplada à sua base. As demais turbinas estão previstas para chegar ao Porto do Açu nos próximos meses.

Ao todo, a ilha de potência da UTE GNA I compreende três turbinas a gás SGT6-8000H, uma turbina a vapor, além de três geradores de recuperação de calor, e sistemas de instrumentação e controle, equipamentos com alto nível de eficiência que irão gerar uma potência de aproximadamente 1,3 GW. Além da implantação, o contrato com a Siemens contempla a prestação de serviços de longo prazo para operação e manutenção da usina.

 “A chegada da primeira turbina da UTE GNA I é mais um importante marco para o progresso de nosso projeto. O complexo termelétrico que a GNA constrói no Porto do Açu contribuirá para a diversificação da matriz energética do Brasil e para a segurança energética por meio do gás natural, uma fonte de energia confiável e acessível”, afirma Bernardo Perseke, diretor-presidente da GNA.

Com previsão para iniciar a operação em janeiro de 2021, o projeto da UTE GNA I consiste em uma usina termelétrica a gás natural em ciclo combinado de 1,3 GW, um terminal de regaseificação de GNL, de 21 milhões de metros cúbicos/dia, uma linha de transmissão e uma subestação, que ligará a termelétrica ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Para viabilizar a implantação do projeto, a GNA celebrou contratos de financiamento com a International Finance Corporation (IFC), no valor de US$ 288 milhões, e outro, no valor de R$ 1,76 bilhão, obtido junto ao BNDES e KfW IPEX-Bank, responsável pelo financiamento de projetos internacionais e de exportação do KfW Group, em uma parceria inédita para as instituições.

Além da UTE GNA I, a companhia irá construir a UTE GNA II, com 1,7 GW de capacidade instalada. Juntas, as duas termelétricas somam 3 GW, suficiente para atender cerca de 14 milhões de residências

A GNA possui, ainda, licença ambiental para mais que dobrar sua capacidade instalada, podendo chegar a 6,4 GW, o que permitirá o desenvolvimento de projetos termelétricos adicionais no futuro.

Sobre a GNA

A GNA – Gás Natural Açu é uma joint venture entre pela Prumo Logística, a BP e a Siemens dedicada ao desenvolvimento, implantação e operação de projetos estruturantes e sustentáveis de energia e gás. A empresa constrói no Porto do Açu (RJ) o maior parque termelétrico a gás natural da América Latina.  O projeto compreende a implantação de duas térmicas movidas a gás natural (GNA I e GNA II) que, em conjunto, alcançarão 3 GW de capacidade instalada. Juntas, as duas térmicas irão gerar energia suficiente para atender cerca de 14 milhões de residências. Além das térmicas, o projeto compreende um Terminal de Regaseificação de GNL (Gás Natural Liquefeito), de 21 milhões de metros cúbicos/dia.

Sobre a Siemens

A Siemens Gas and Power (GP) é referência global em energia, ajudando os clientes a atender às crescentes demandas das indústrias e sociedades atuais. A Siemens GP possui amplas capacidades em toda a cadeia de valor de energia e oferece um portfólio abrangente a concessionárias, produtores independentes de energia, operadoras de sistemas de transmissão e para todo o setor e petróleo e gás. Seus produtos, soluções e serviços envolvem a extração, o processamento e o transporte de petróleo e gás, além da geração de energia em usinas térmicas centrais e distribuídas e transmissão de energia nas redes. Com sede global em Houston, Estados Unidos, e mais de 64.000 funcionários em mais de 80 países, a Siemens Gas and Power tem presença global e é líder em inovação para os sistemas de energia atuais e futuros, como tem sido há mais de 150 anos.

 

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013