Geral CanalEnergia 28 fevereiro 2021

Siemens Energy e Air Liquide acertam parceria para projetos de hidrogênio

Empresas darão início a ecossistema europeu para tecnologia de eletrólise e hidrogênio. Iniciativa conta com apoio dos governos da França e Alemanha

A Siemens Energy e a Air Liquide assinaram um Memorando de Entendimento com o objetivo de combinar sua experiência em tecnologia de eletrólise Proton Exchange Membrane. As empresas pretendem concentrar suas atividades na criação conjunta de projetos de hidrogênio em grande escala industrial, em conjunto com clientes para preparar o terreno para a fabricação em massa de eletrolisadores na Europa, especialmente na Alemanha e França, além de atividades de P&D para desenvolver conjuntamente tecnologias de eletrolisador de próxima geração.

O hidrogênio desempenhará um papel essencial para atingir os objetivos da União Europeia em relação à redução de emissão de gases de efeito estufa. Para atender à demanda crescente por energia e reduzir custos, é fundamental acelerar a produção de hidrogênio em grande escala, gerado de forma sustentável por meio de eletrolisadores PEM. A Siemens Energy e a Air Liquide irão candidatar-se conjuntamente a grandes projetos de financiamento no âmbito do Green Deal da União Europeia e Projetos Importantes de Interesse Europeu Comum – financiado pelos governos da França e Alemanha, para o hidrogênio.

O financiamento IPCEI é necessário para rapidamente iniciar essas atividades e cumprir o cronograma desafiador estabelecido pelo Novo Acordo Verde Europeu, pela Estratégia de Hidrogênio da União Europeia, bem como das Estratégias Nacionais da França e da Alemanha para o hidrogênio.

O trabalho conjunto vai fortalecer as competências básicas dás duas empresas, permitindo o surgimento de uma economia de hidrogênio sustentável na Europa e o começo de um ecossistema europeu para tecnologia de eletrólise de hidrogênio em conjunto com outros parceiros. Os parceiros já identificaram oportunidades de cooperação para projetos de hidrogênio sustentável em grande escala na França, Alemanha e outros países europeus. Uma dessas oportunidades é o projeto Air Liquide-H2V Normandy na França, com capacidade de 200 MW, um dos projetos mais ambiciosos da Europa para a produção de hidrogênio a partir de energias renováveis.

De acordo com Christian Bruch, CEO da Siemens Energy, desenvolver uma economia de hidrogênio sustentável ainda exigirá a alteração de condições estruturais no mercado de energia. A criação conjunta de soluções inovadoras com a Air Liquide foi elogiada por ele, que promete que as empresas vão superar os desafios existentes para industrializar a tecnologia e fazer do hidrogênio gerado de forma sustentável um case de sucesso.

Para Benoît Potier, presidente e CEO da Air Liquide, o  hidrogênio é um facilitador importante para a transição energética. Segundo ele, a parceria entre a Air Liquide e a Siemens Energy prepara o caminho para a criação de um importante ecossistema europeu, capaz de fornecer hidrogênio descarbonizado a preços competitivos e promover o surgimento de uma sociedade com baixo consumo de carbono.

 

Fonte: :CanalEnergia News Diária (12/02/2021)