Produção Agência CanalEnergia 14 abril 2021

Produção de petróleo cai 5% em fevereiro e gás cresce em relação a 2020

Prospecções dos insumos em relação a janeiro tem retrações de 1,9% e 3,9%, informa ANP

A produção nacional de petróleo e gás natural em fevereiro no Brasil somou 2,819 MMbbl/d (milhões de barris por dia) de petróleo e 131 MMm³/d (milhões de metros cúbicos por dia) de gás natural, totalizando 3,643 MMboe/d (milhões de barris de óleo equivalente por dia), informa a ANP em seu boletim mensal, mostrando reduções de de 1,9% e 3,9% em relação ao mês anterior. Já na comparação anual o recuo é de 5,1% no petróleo e aumento de 1,7% no gás natural.

A produção do Pré-sal movimentou 2,044 MMbbl/d de óleo e 87,7 MMm3 de gás, totalizando 2,596 MMboe/d, retração de 1,2% em relação ao mês anterior e crescimento de 4% na base anual. A atividade na camada teve origem em 118 poços e correspondeu a 71,3% do total gerado no país.

Quanto ao aproveitamento de gás natural, o índice chegou a 97,2 %, sendo 55 MMm³ disponibilizados ao mercado por dia. A queima do insumo no mês foi de 3,4 MMm³/d, alta de 19,8% em relação a janeiro e queda de 4,6% na comparação com 2020.

Os campos marítimos foram responsáveis por 96,7% na prospecção de petróleo e 83,4% do gás, com os operados pela Petrobras atingindo 94,5% da produção. O campo de Tupi, no pré-sal da Bacia de Santos, foi o maior produtor, registrando 901 MMbbl/d de e 41,9 MMm3/d respectivamente.

Estreito, na Bacia Potiguar, teve o maior número de poços produtores terrestres::1.037. E Tupi, na Bacia de Santos, foi o campo marítimo com maior número de poços produtores: 56.

 

Fonte: