Geral TN Petróleo 04 junho 2021

Subsea Integration Alliance vence contrato de EPCI para o campo de Bacalhau, BS

A Subsea 7 anunciou na terça-feira (02/06/2021), que assinou um contrato da Subsea Integration Alliance com a Equinor para desenvolver o campo de Bacalhau localizado no pré-sal da Bacia de Santos.

O escopo do projeto atende engenharia, aquisição, construção e instalação (EPCI) dos dutos submarinos (SURF) e sistemas de produção (SPS). O desenvolvimento incluirá 140 quilômetros de risers rígidos e linhas de fluxo, 40 quilômetros de umbilicais e 19 árvores, além de equipamentos submarinos associados, em lâmina d'água de aproximadamente 2.050 metros.

A equipe da Subsea Integration Alliance estabelecida durante a fase inicial de projeto de engenharia de front-end, concedida em janeiro de 2020 fará a transição para a fase EPCI completa. O gerenciamento do projeto e a engenharia detalhada ocorrerão no Rio de Janeiro com o apoio do Global Project Center da Subsea 7 no Reino Unido e na França e vários escritórios da OneSubsea®. As atividades offshore acontecerão de 2022 a 2023 usando os navios de construção leve, flex-lay e reel-lay da Subsea 7.

Bacalhau é o primeiro projeto SURF e SPS integrado do Brasil. A assinatura do contrato representa uma forte posição da Subsea Integration Alliance no mercado integrado, a presença local de longa data da Subsea 7 no Brasil e o compromisso do Grupo em apoiar a estratégia da Equinor de crescimento de longo prazo na região.

Stuart Fitzgerald, CEO da Subsea Integration Alliance disse: A concessão à Subsea Integration Alliance do contrato EPCI é o resultado de nossa estratégia de engajamento precoce e histórico de grandes projetos integrados. Ele destaca a força e a amplitude de nossas capacidades globais de gerenciamento de projetos, que sustentam nossa entrega de projetos integrados grandes e complexos. 

Marcelo Xavier, vice-presidente da Subsea 7 para o Brasil, disse: Esta concessão de contrato amplia nosso histórico de entrega de soluções otimizadas para desenvolvimentos em águas profundas no Brasil. Esperamos fortalecer nosso relacionamento com a Equinor durante este e futuros desenvolvimentos.