GNL Agência CanalEnergia 15 junho 2021

Terminal Gás Sul recebe licença ambiental de instalação

Previsão é que o terminal esteja pronto para o fornecimento de gás no início de 2022 e poderá fornecer até 15 milhões de m³/dia de gás natural

O Terminal Gás Sul (TGS) recebeu em 28/05/2021 a Licença Ambiental de Instalação (LAI) do órgão ambiental de Santa Catarina. O terminal TGS será um ponto crítico de suprimento de energia alternativa para a região Sul do Brasil e abrirá a região para o mercado global de gás natural, a fim de aumentar a segurança energética e fornecer suprimento competitivo de energia.

O Terminal será construído a 300 metros da costa, no município de São Francisco do Sul, em Santa Catarina (SC) e escoará o gás por um gasoduto submarino que corre sob a Baía da Babitonga até sua margem norte, no município de Itapoá. Ele contará com um navio atracado permanentemente denominado Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação, mais conhecida como FSRU (sigla em inglês: Unidade Flutuante de Regaseificação de Armazenamento), que pode fornecer até 15 milhões de m³/dia de gás natural.

A rota do gasoduto para fornecimento de gás seguirá por um gasoduto enterrado até Garuva, (Ramal Babitonga), que conectará a Instalação de Regaseificação de Babitonga ao Gasoduto Bolívia-Brasil (GASBOL). Em terra, o duto ocupará a faixa compartilhada pelo gasoduto OSPAR, que liga São Francisco do Sul a Araucária, dispensando nova intervenção territorial (supressão vegetal ou desapropriação).

A expansão da rede deve beneficiar o desenvolvimento de indústrias locais, como cerâmica, metalurgia e vidro, além de suprir a demanda de termelétricas nas regiões próximas ao empreendimento.

 

Fonte: CanalEnergia News Diária (31/05/2021)