GNL OIl & Gas Journal 17 novembro 2021

Coral Sul FLNG no caminho certo para 2022 startup offshore em Moçambique


A planta flutuante de GNL (FLNG) Coral Sul de 3,4 milhões de toneladas / ano (tpy) da Eni SPA está a caminho de sua startup em 2022 na costa de Moçambique. O presidente da empresa, Claudio Descalzi, fez a atualização do projeto em 5 de novembro de 2021, em reunião com o presidente moçambicano, Filipe Nyusi, e o ministro dos recursos minerais e energia, Max Tonela. 

A Samsung Heavy Industries Co. Ltd. está terminando o trabalho no navio FLNG de 432 m do projeto na Coreia do Sul. Seis poços submarinos perfurados em lâmina d'água de quase 2.000 m serão amarrados ao navio, fornecendo gás natural para liquefação no que a Eni descreve como a planta de FLNG mais profunda do mundo.

A planta incluirá dois trens paralelos de 1,7 milhão de toneladas por ano usando o processo de refrigerante misto duplo da Air Products and Chemicals Inc. e também sistemas para reliquefazer o gás de fervura gerado no processo. A instalação do Topsides foi concluída em 2020 ( OGJ Online, 4 de novembro de 2020 ).

O Coral Sul FLNG ficará estacionado no campo de gás Coral, Área 4, bacia do Rovuma, com o bp PLC tendo contratado totalmente a produção da planta. Coral tem cerca de 16 tcf de gás no local e foi descoberto pela Eni em maio de 2012.

 

Fonte: Oil & Gas Journal (09/11/2021)