Distribuição Valor Econômico 01 julho 2021

Compass está perto de comprar a Gaspetro

A Compass é apontada como favorita para ficar com a participação de 51% da Gaspetro, que pertence à Petrobras. No dia 30/06/2021, encerra o prazo para a venda dos ativos de distribuição de gás natural da estatal.

A Gaspetro detém participações em 19 distribuidoras de gás, que exploram com exclusividade os serviços locais de distribuição de gás canalizado em diversos estados do Brasil.

A Mitsui é sócia da Petrobras, com 49% da empresa, e pode exercer direito de preferência pelos ativos. No fim de 2021, a companhia japonesa tinha contratado assessoria financeira para vender sua fatia na companhia, mas voltou atrás, apurou o Valor.

Fontes a par do assunto afirmaram que a Compass fez uma oferta de cerca de R$ 2 bilhões para se tornar controladora do negócio. De acordo com pessoas familiarizadas com o tema, o grupo de Rubens Ometto Silveira Mello não tem um grande concorrente de peso que possa desbancá-lo para levar os ativos.

A Compass chegou a ser desqualificada para participar do processo de compra dos ativos da Gaspetro em novembro do ano passado — a Petrobras voltou atrás no fim de dezembro, após receber um ofício do Cade no qual o órgão que regula a competição no mercado atesta que a continuação da Compass no processo de venda não caracteriza descumprimento do TCC.

O TCC foi firmado entre Petrobras e o órgão antitruste para regular o processo de desinvestimentos dos ativos de gás canalizado da petroleira.

A venda de 51% da Gaspetro está prevista no acordo firmado em 2019 entre a Petrobras e o Cade, em que a companhia se comprometeu a deixar o mercado de distribuição de gás natural para permitir a entrada de novos agentes.

 

Fonte: Abegás (24/06/2021)