GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Rio Pipeline 2019
(3/9/2019 - 5/9/2019)
Ventro de Convenções Sul América, Cidade Nova, Rio de Janeiro - RJ
IBP - Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis
Horários:
Congresso: 9h às 18h30
Exposição: 12h às 20h

Idiomas:Português e Inglês

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Produção - Novidades Tecnológicas
  Autor/Fonte: Portal Naval
  Data: 07/01/2012

    Tecnologia da Honeywell UOP é usada para processamento de gás natural em navios FPSO no Brasil


A UOP LLC, empresa da Honeywell, anuncia negócio firmado com a MODEC Inc. O contrato prevê o uso do sistema de membranas UOP SeparexTM para o processamento de gás natural em um novo navio de produção flutuante, armazenamento e transferência (Floating Production, Storage e Offloading) – FPSO.

O navio FPSO está equipado com o sistema de membranas Honeywell UOP Separex e adsorventes para remover o dióxido de carbono e a água de 5 milhões de metros cúbicos de gás natural que são extraídos por dia do campo petrolífero Lula, localizado na costa brasileira. Conforme a MODEC, um segundo navio FPSO, atualmente em construção, também será equipado com a tecnologia UOP Separex, a partir de setembro de 2012.

“A tecnologia Separex é a solução ideal para aplicações FPSO e outras instalações off-shore”, afirma Pete Piotrowski, vice-presidente e gerente geral de tecnologia de processos e equipamentos da Honeywell UOP. “Esses sistemas fornecem os recursos de remoção de contaminantes em espaço compacto, com o máximo de confiabilidade e poucos requisitos de manutenção”, explica o executivo.

A tecnologia UOP Separex da Honeywell melhora o fluxo de gás natural por meio da remoção do dióxido de carbono e do vapor de água. Esses contaminantes precisam ser removidos para atender aos padrões de qualidade especificados por empresas de transmissão e distribuição de dutos, bem como para o usuário final do gás natural.

A tecnologia trabalha com fatores de produção muito altos, com fluxos de gás difíceis de tratar em locais remotos. O diferencial da tecnologia é que os sistemas podem ser usados em terra (on-shore) ou no mar (off-shore), na cabeça dos poços ou ainda em instalações mistas. Até o momento, 130 unidades de membrana UOP foram instaladas em todo o mundo.

Localizado na bacia de Santos, o campo petrolífero Lula contém a maior descoberta de petróleo no hemisfério ocidental dos últimos 30 anos. A previsão é de conter 8,3 bilhões de barris de petróleo e de gás natural. Atualmente, as operações do campo são responsabilidade da Petrobras em parceria com a BG (Inglaterra) e a Galp (Portugal).

 

Fonte: Portal Naval, 24/11/11

 

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013