GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GNL - Novidades Tecnológicas
  Autor/Fonte: Oil & Gas Journal Latinoamérica - mar-abr/2004
  Data: 2004-07-05

    GE ajuda Atlantic LNG a aumentar sua capacidade de produção


A GE Energy completou a primeira fase do projeto para melhorar o desempenho dos trens de turbo compressores da Atlantic LNG Company operando na unidade de produção de Port Fortin em Trinidad. O objetivo da Atlantic GNL foi aumentar a capacidade de produção e eficiência do mais antigo trem de turbo compressor na unidade de Port Fortin para acompanhar o desempenho de dois trens novos. Os novos trens da planta são acionados por turbinas a gás GE MS5002D, enquanto mais antigo, a unidade#1 da planta, consiste de duas linhas paralelas de seis turbos compressores acionados por turbinas a gás GE MS5002C. .

O grupo de óleo e gás GE Energy recomendou a troca do modelo C para a configuração D para melhorar o desempenho das antigas turbinas de propano, etileno e gás metano. O ajuste vai aumentar em 10% a capacidade da turbina a gás. As principais modificações são a sustituição da estação de compressão, tecnologia avançada e material de vedação para pressão alta, palheta, mancal e aro de reforço. A GE também propôs reforma no feixe de tubos dos compressores de etileno para aproveitar ao máximo a potência adicional oferecida pelas turbinas a gás com desempenho melhorado. Para maior eficiência, foi proposta a instalação de uma nova voluta (espiral) de terceiro estágio nos compressores de propano. Essas modificações nas duas linhas paralelas da unidade#1 vão aumentar em 4.6% a produção de gás natural liqüefeito (GNL). A GE propôs um projeto para reduzir o tempo de paralisação e limitar perdas na produção através do aperfeiçoamento das turbinas a gás e dos compressores a ser realizado durante duas paradas parciais de 23 dias cada uma.

O desafio enfrentado pela equipe da GE foi completar a melhoria no desempenho de uma das linhas da unidade#1 enquanto a outra linha continuava operando. Essa abordagem manteve a produção de 57% da capacidade do trem durante as atividades da equipe.

A primeira paralisação na produção terminou com sucesso em setembro de 2003. As modificações na turbina de gás, as melhorias nos compressores de propano e etileno e a principal inspeção do compressor de metano foram realizadas em 23 dias como programado. A interferência na segunda linha da unidade#1 vai ser realizada em abril de 2004.

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013